3

Fernando: A inspiração que virou saudade...

domingo, 31 de março de 2013
Descrição da foto: a foto é composta por uma montagem de cinco fotos de cinco momentos do Fernando, o rapaz de quem irei falar no texto. Ele é loiro, alto, pele clara e tem olhos azuis. Um sorriso angelical.. Na primeira foto ele está de óculos escuro, um óculos estilo surfista. Uma camisa azul clara, de mangas curtas e gola redonda. Na foto de baixo ele está segurando um microfone,  sentado na platéia. Veste uma camiseta branca de mangas curtas e gola redonda. Na frente se lê FILA. Na foto central, a maior, ele está com a mesma camisa da foto número um. Sorrindo. Meio de perfil. Com o óculos de surfista na cabeça. Na foto superior à direita ele está sentado na platéia junto a outros colegas da Associação dos deficientes visuais. É o terceiro. Na última ele está sorrindo sentado em uma mesa, olhando para cima. Fim da descrição.
As pessoas podem me questionar: Cler, mas esse teu blog de aplicativos ultimamente está falando sobre bastante coisas, menos, aplicativos. Bom, em primeiro lugar, fico feliz que ele tenha um acervo bastante significativo de posts de aplicativos que ajudem pessoas com as mais diversas deficiência, independente do que eu escreva daqui pra frente. Mas os fãs de aplicativos podem ficar tranquilos porque em breve voltarei a escrever sobre vários aplicativos que estou pesquisando, tão logo meu notebook volte de assistência técnica.

Mas hoje o que me trouxe ao blog foi o mesmo motivo que me fez criar ele: o meu amigo Fernando. Sempre que alguém me perguntava por que eu criei o blog, sempre contava a mesma história. Então, decidi, deixar fixo, em um link, por aqui, para todos aqueles que quisessem saber, pudessem acessar.

O Fernando era sem dúvida uma grande inspiração. Os lindos olhos azuis, independente de traduzir imagens, expressavam toda a bondade e alegria que ele tinha ao estar com os amigos. O sorriso, de dentes perfeitos, sempre o acompanhava em nossas conversas e, nem de longe era capaz de dizer que algo estava, silenciosamente, agindo e consumindo o seu corpo.

Um rapaz de muitos sonhos. Sonhos grandes e pequenos, os quais ele ia buscando dia após dia. E embarcar no sonho dele e sonhar junto era fácil porque tudo era possível. Bastava querer. E agradecer. E ele era muito grato a tudo. À família, aos amigos, à associação de deficientes visuais que o acolheu nos momentos em que necessitou de amparo para reaprender a viver no escuro, à namorada, a Deus. A deficiência visual para ele era um mero detalhe. Uma maneira que Deus encontrou  para que ele entrasse no caminho de outras pessoas e marcasse para sempre. 

E assim foi. Depois de uma luta de quase 75 dias contra um câncer no cérebro, o inspirador desse blog se foi. No dia 29 de março. Mesmo dia do aniversário de 30 anos. Uma linda trajetória que, embora tenha terminado com inevitáveis lágrimas de saudade por todos que o conheceram, deixa a certeza de que, ninguém vive em vão. Esse blog é uma mínima prova disso. 

E agora chegou a minha vez de agradecer: muito obrigada, Fernando, por ter sido a inspiração desse blog e por ter acontecido nas nossas vidas, nos ajudando sempre nessa caminhada. 

Para quem tem leitor de tela, a tradução da música de Eric Clapton, Tears in Heaven, a qual pode ser ouvida acessando esse link direto do Youtube. Infelizmente, não tem audiodescrição, porém, a tradução está abaixo do vídeo. Trata-se do vídeo do especial Unplugged, gravado por Clapton. A música foi composta em razão da morte do seu filho de quatro anos, em 1991, e é uma das mais premiadas do cantor/guitarrista.


Lágrimas No Paraíso

Você saberia meu nome
 Se eu te visse no Paraíso?
 Você seria o mesmo
 Se eu te visse no Paraíso?

 Preciso ser forte
 E continuar
 Porque sei que não pertenço
 Aqui no Paraíso

Você seguraria minha mão
 Se eu te visse no Paraíso?
 Você me ajudaria a Levantar
 Se eu te visse no Paraíso?

 Encontrarei meu caminho
 Pela noite e dia
 Porque sei que não posso ficar
 Aqui no Paraíso

O tempo pode te botar para baixo
O tempo pode fazê-lo curvar-se
O tempo pode partir seu coração

 Fazê-lo implorar por favor
 Implorar por favor

Além do escuro
 Há paz
 Estou certo
 E eu sei que não haverão mais
 Lágrimas no Paraíso

Você saberia meu nome
 Se eu te visse no Paraíso?
 Você seria o mesmo
 Se eu te visse no Paraíso?